sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Comportamentos e escolhas



   Não sou a pessoa mais experiente do mundo pra poder falar sobre comportamento, mas de alguma forma, observando a atitude dos outros e até mesmo as minhas em determinadas situações, vejo o quanto é difícil tomar alguma decisão ou seguir a diante em momentos que exijam um esforço pessoal maior do que de costume.
   Ao lidar com minha família, meus amigos e até mesmo com meus sentimentos, percebo uma frequência enorme nesse tipo de comportamento. Como por exemplo: não tomar uma atitude sobre algo que esteja nos incomodando, ou nos fazendo sofrer pelo simples medo das consequências que isso possa causar. Será que uma vida assim assim vale a pena?
   Parece ser mais confortável permanecer entorpecido em uma realidade indesejável. Parece ser mais confortável se esconder atrás de algo que desvie as nossas atenções. Tudo se torna motivo pra fugir. Seja o trabalho, seja a família, as drogas, ou até mesmo a mentira. Engraçado como vivemos constantemente mentindo para nós mesmos e nem percebemos.
   Por mais obscuro que as vezes o nosso caminho possa parecer, não significa que ele realmente o seja. Escolher algo difícil realmente requer um esforço e coragem enormes, mas a gratificação de alcançar algo que desejamos ou sonhamos em casos como esses pode ser algo extremamente gratificante.
   Viver uma vida pela metade é desperdício de tempo e de felicidade. As oportunidades estão aí, a vida está aí. As nossas escolhas dependem apenas de nós mesmos, sendo difíceis ou não. No final, tudo toma o seu devido rumo. Fugir não vale a pena.

5 comentários:

deiserre disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
deiserre disse...

cada vez que mentimos pra nos mesmos sofremos mais ainda

Ciro disse...

Realmente, nos esconder atrás de uma falsa verdade é muito mais cômodo, do que lutar e enfrentar as consequências para sermos realmente felizes (se que é que existe a tal felicidade plena)

Nilson Munhoz disse...

Esta eh a "zona de conforto" que muitass vezes preferimos vive. Mas seria melhor viver estagnado nesta zona ou dar a car a tapa e aprender com esse problemas e consequentemente evoluir? Esta zona eh uma falsa verdade, um mundo onde vc n vive e acaba sofrendo mais e por mais tempo, enfrentar a situação, os sentimentos e oq vc tem como verdade não eh facil, mais acho q ainda eh o melhor caminho para evolução e sua paz de espirito.

Carlos Wavel disse...

Bruno, gostei do seu blog! rs
Então, sobre o post, eu penso na vida como uma Montanha Russa. Tem seus momentos altos, momentos de tensão, momentos de jogar os braços pra cima e gritar.
Não acho a zona de conforto tão ruim, porque no fim das contas, vamos de conquista em conquista criando novas zonas, novos patamares. O ruim, a meu ver, é a inércia. O começo do movimento é o mais complicado.